Cabelo molhado na hora de dormir

Quem nunca lavou o cabelo de noite para ganhar tempo pela manhã? Apesar de prático, esse hábito não é nem um pouco saudável para os fios. O cabelo molhado em contato com o travesseiro causa atrito e os fios ficam mais propensos à queda e quebra. Claro que vez ou outra não é o fim do mundo, mas o hábito de dormir com os cabelos molhados pode favorecer a proliferação de bactérias e fungos. Além da queda e quebra dos fios, a umidade presente no cabelo molhado abafado pelo travesseiro pode acarretar o surgimento da seborreia no couro cabeludo.

fsdg.JPG

Os malefícios

Além da quebra dos fios, dormir com o cabelo molhado faz com que o couro cabeludo se transforme em um habitat quente e úmido, ideal para a proliferação de fungos.O mais frequente é um fungo chamado Malassezia spp. Ele age aumentando a seborreia local, causando a descamação do couro cabeludo, conhecida popularmente como caspa. Com esses problemas instalados, pode ocorrer uma evolução, resultando na queda dos fios.
 

Secador é uma boa opção

Segundo a profissional, deixar os cabelos secarem naturalmente é o correto, porém, para não dormir com os fios molhados, o secador é a melhor opção para evitar qualquer transtorno. Confira algumas dicas para usar a ferramenta de calor sem danificar os fios.

  1. Aplicar um protetor térmico antes da secagem é essencial;
  2. Não utilizar o secador em temperaturas muito altas;
  3. Manter o secador a uma distância a cerca de 20 cm dos fios;
  4. Não deixar o secador voltado para uma mesma mecha por mais de 3 segundos;
  5. Dar preferência aos secadores ionizados, pois eles evitam a exposição demasiada dos cabelos ao calor.

Agora que você já sabe, nada de dormir com o cabelo úmido. E, se algo estiver fora do normal no seu couro cabeludo ou nos fios, procure o seu dermatologista para o tratamento mais adequado.

Pele Dermatologia