Alergia ao Sol

Você sabia que o Sol pode causar alergia? Isso mesmo. A exposição solar em excesso pode estimular a reação do sistema imunológico, formando bolinhas vermelhinhas na pele, que podem causar coceira. A alergia ao sol é mais comum em regiões muito visíveis, como os braços, mãos, colo e rosto. Para evitar o quadro e aliviar os sintomas, separamos 5 dicas que vão te ajudar no dia a dia. Confira!

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

1) Não esqueça do filtro solar

A maneira mais eficiente de proteger o corpo da ação da radiação solar é usar o protetor diariamente. O fator de proteção mais indicado deve ser de no mínimo 30. Além de evitar reações indesejavéis, a fotoproteção preserva a pele do envelhecimento precoce e do câncer.

2) Roupas e acessórios auxiliam na proteção

Roupas, óculos escuros e chapéus são importantes aliados na hora de manter o corpo longe do contato com os raios UVA e UVB. Além disso, ficar embaixo de uma sombrinha também é uma boa alternativa para se proteger.

3) Mantenha a pele sempre hidratada

A aplicação de cremes e loções com ativos hidratantes e a ingestão correta de água são imprescindíveis no cuidado com a pele. O calor e o sol deixam o corpo ressecado e podem piorar a sensação de aspereza e a coceira. Por isso, beba pelo menos dois litros de água por dia e invista em produtos com alto poder hidratante. A água termal é ideal, pois, além de hidratar, o dermocosmético acalma a pele, aliviando os sintomas da alergia.

4) Evite medicamentos fotossensíveis

Alguns analgésicos e antibióticos podem apresentar níveis de fotossensibilidade e deixam a pele mais sensível aos efeitos da radiação solar. Lembre-se de conversar com o seu médico antes de começar a tomar algum desses medicamentos e sempre proteja o corpo do sol durante o tratamento.

5) Procure ajuda de um dermatologista

Caso você apresente algum dos sintomas, antes de tomar qualquer atitude é importante buscar ajuda especializada e qualificada. Por isso, procure um dermatologista mais próximo a você para que seja realizada uma análise do quadro e não deixe de tirar todas as suas dúvidas com o profissional.

 

 

Pele Dermatologia