Queda de cabelo

A queda de cabelo é um problema comum e uma das grandes queixas dos pacientes em clínicas dermatológicas. Diariamente perdemos cerca de 50 a 100 fios de cabelo. Mas você sabe se é normal e o que causa essa queda? Parece muito, mas essa é a quantidade considerada saudável pelos dermatologistas! A preocupação começa quando essa queda se torna mais acentuada, com aglomerados de cabelo que deixam falhas, chegando a mostrar o couro cabeludo.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Causas

As causas podem ser as mais variadas. Pode ser genética, pela oleosidade do couro cabeludo, estresse ou doenças sistêmicas como anemias e alteração na tireoide. Para esclarecer algumas dúvidas, vamos contar 4 motivos que podem levar à perda capilar.

 

1) O calor de secadores e chapinhas

Essas ferramentas podem prejudicar quem já possui fios frágeis e mais ralos, principalmente se as ferramentas forem utilizadas de maneira incorreta - como passar a chapinha no cabelo ainda úmido e usar o secador muito quente e próximo aos fios -, pois o calor deixa os fios bastante quebradiços, estimulando a queda.

Ao sentir que os fios estão caindo mais após a aplicação da chapinha e secador, o ideal é interromper o uso: É indicado reduzir essa agressão externa e deixar o cabelo ‘descansar’ por um período de tempo. Além disso, banhos muito quentes e penteados que puxam os fios favorecem a quebra e a queda capilar.

 

2) Estresse

Situações de estresse podem acarretar o eflúvio telógeno, que é uma queda intensa de cabelo. Esse problema pode surgir após traumas físicos e emocionais, depois da gestação ou algumas doenças e infecções. Entretanto, de maneira geral, situações de estresse e ansiedade implicam numa grande perda de vitaminas e minerais, que são fundamentais para o crescimento e saúde do cabelo.

Sendo assim, a melhor forma de evitar é levar uma rotina mais tranquila e saudável. Se necessário, procure ajuda de um psicólogo e não deixe de buscar tratamento junto a um dermatologista.

 

3) Química x enfraquecimento capilar

Procedimentos químicos capilares podem ser um risco, principalmente para cabelos que já apresentam uma certa fragilidade. Se você é adepta a escova progressiva, coloração e outras técnicas do tipo, o ideal é tratar o cabelo uma semana antes com produtos hidratante e que ajudem a causar menores danos aos fios. Outra dica é procurar saber com seu cabeleireiro o que está sendo usado nos seus fios e a procedência do produto. Ao sentir que os fios estão caindo mais após a química, interrompa o procedimento por um tempo.

 

4) Dermatite seborreica

Conhecida popularmente como caspa, a dermatite seborreica é uma inflamação que pode causar descamação, coceira, vermelhidão no couro cabeludo, além de acarretar a queda de cabelo. Como não há cura, a melhor maneira de controlar o problema é com a limpeza da região com shampoos para a remoção de caspa e da oleosidade. 

 

Quais tratamentos são indicados para a queda de cabelo?

Existem vários tratamentos para queda de cabelo, mas o mais importante é identificar a causa principal da queda, que tem uma série de características próprias que ajudam na investigação para chegar ao diagnóstico. O tratamento pode ser por uso de medicamentos tópicos e/ou oral  para estimular o crescimento e diminuir a queda ou uso de laser para estimular o nascimento e/ou crescimento dos fios.

 

O seu cabelo tem caído mais que o normal e você deseja saber como reverter essa situação? Ligue (81) 33261828 e agende uma consulta com um de nossos dermatologistas, na Clínica Pele.

 

Kaline Ximenes