Ciclo capilar: entenda o que acontece na sua cabeça durante a gestação

A fase da gravidez é de mudanças frequentes no corpo feminino em um espaço muito curto de tempo. Algumas dessas mudanças as mulheres adoram, é o caso dos cabelos que ficam mais brilhosos e volumosos.

Ciclo capilar na gravidez.jpg

O ciclo de vida dos fios é dividido em três etapas: Anágena, catágena e telógena. A primeira é marcada pelo nascimento e crescimento máximo, dura de dois a seis anos e 85% dos fios estão nesta fase. Na etapa seguinte o fio para de crescer e passa a aguardar o momento cerdo para cair, engloba menos de 1% dos cabelos. E, por fim, o fio amadurecido se desprende do couro cabeludo, dando espaço para um novo fio que a essa altura já deve estar formado. A fase dura em torno de três meses e contém cerca de 10 a 15% dos fios.

No caso das grávidas, graças aos hormônios do período, o que acontece é um prolongamento da fase Anágena. Os cabelos crescem mais, ficam mais fortes e até doenças, como a Calvície, são minimizadas nos nove meses de gestação. A má notícia é que após o parto, essa fase boa acaba bruscamente e ocorre a queda dos cabelos. A quantidade de fios na fase telógena, que deveria ficar em torno de 13%, passa para 35%. O desprendimento dos cabelos começa entre o segundo e o sexto mês e pode durar entre três meses e um ano.

A dica é procurar o dermatologista tão logo a fase boa acabe. Em alguns casos, são recomendadas reposições de vitaminas, como a biotina, para minimizar os danos e cessar a queda.